Diferentemente do que se imagina, queijos harmonizam mais com vinhos brancos e espumantes, do que com tintos. Segundo Maurício Roloff, sommelier do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), esses estilos de vinhos são mais aromáticos e contêm excelente acidez, o que combate a gordura do queijo e sua textura cremosa, por isso é preciso sempre buscar um equilíbrio.

 

– No frio, os tintos caem melhor no paladar. Então dá para relaxar na busca pelo casamento ideal. Mas se formos levar ao pé da letra, brancos e espumantes seriam a melhor opção. Isso não significa que os tintos não combinem com queijos – explica Maurício.

 

Quando falamos em cervejas, de acordo com Sady Homrich, especialista em cervejas, o ponto de partida é o bom senso, mas de forma geral, combinamos cervejas e queijos que apresentem características semelhantes.

 

– Queijos menos complexos combinam com cervejas com sabores mais suaves e equilibrados. Mas podemos, e devemos, ousar – avisa.

 

Veja abaixo rótulos indicados por eles.

 

QUEIJOS AZUIS
Gorgonzola e roquefort são queijos azuis muito marcantes e intensos.

 

 

1. Dunamis Cabernet Franc
Leve e sem muitos taninos, então combina com queijos marcantes. Tem um refrescante aroma herbáceo que fecha com o salgado do queijo.

 

2. Garibaldi Moscatel
A combinação de vinhos doces com queijos azuis é um clássico no mundo da harmonização.

 

3. CaturrIPA, da Irmãos Ferraro
É uma American IPA cítrica e amarga, mas muito refrescante, perfeita para harmonizar com esses queijos.

 

4. Citrus Bomb, da Tupiniquim
É uma Imperial IPA com aroma cítrico, frutado, que lembra maracujá e limão, por isso, seu gosto é amargo e de frutas amarelas.

 

QUEIJOS DUROS
Parmesão, reino e provolone são queijos duros com características como toques defumados e salgados.

 

 

1. Dal Pizzol Merlot
Como é um tinto que não passa por madeira, adapta-se bem tanto ao perfil salgado do parmesão quanto ao defumado do provolone.

 

2. Don Giovanni Nature
Por ser flexível, este espumante seco e cremoso combina bastante com as características dos queijos duros.

 

3. Rasen Dunkel, da Rasen Bier
Esta cerveja escura do tipo Lager é uma bebida marcante com notas de torrefação que combina com queijos como o provolone.

 

4. Ernesto, da Cervejaria Zapata
É uma Imperial Irish Red Ale que apresenta doçura em toques levemente frutados e caramelizados. Combina muito bem como queijo reino.

 

QUEIJOS FRESCOS
Muçarela de búfala, ricota, mascarpone e feta são queijos frescos, leves e pouco intensos.

 

 

1. Casa Valduga Identidade Pinot Noir
Tem características leves, sendo uma bebida equilibrada e frutada na medida certa.

 

2. Luiz Argenta L.A. Jovem Riesling
Tem acidez perfeita que combina com queijos. Não é intenso, assim como os queijos frescos.

 

3. Funhouse, da Cervejaria Seasons
Combina com queijos leves, mas fica perfeita com o mascarpone, por ser mais adocicado.

 

4. Tropical,da Cervejaria Vintage
Witbier, de trigo belga, muito refrescante, que combina com queijos como a muçarela de búfala e ricota.

 

QUEIJOS BRANCOS MOLES
Brie e camembert são exemplos de queijos brancos moles muito cremosos com textura aveludada.

 

 

1. Guatambu Rastros do Pampa Tannat
É um vinho para marcar o paladar. Apesar de macio, vale experimentar pela sensação de aspereza na boca que combina com a cremosidade dos queijos.

 

2. Aurora Chardonnay Pinto Bandeira
É cremoso com excelente acidez. Passa brevemente por barrica, o suficiente para encorpar e equilibrar bem com esses queijos.

 

3. Ça Vá Saison, da Barco
É uma cerveja equilibrada e leve, além de refrescante, combinando muito bem com esses queijos.

 

4. Vulcão Weizenbock, da Gram Bier
É uma cerveja do tipo Weizenbock de amargor suave e aromas de banana de cravo, que combinam muito bem com queijos.

 

 

Fonte: Destemperados