Co-fundador do estúdio de design Michel/Fabian, Andreas Fabian passou anos pesquisando sobre como o design dos talheres pode afetar a nossa percepção de comida e sabor.

 

O resultado é a colher Goûte, lançada recentemente pelo escritório. Com um nome que relembra as palavras francesas ‘goût’, que significa gosto, e ‘goutte’, que representa uma gota líquida, o talher promete melhorar o sabor dos alimentos recriando a experiência de lamber os dedos.

 

 

Assim, Goûte tem um formato alongado que fica gradualmente mais fino conforme se aproxima do cabo. A outra ponta, arredondada, foi projetada para se parecer a um dedo humano.

 

“A comida é uma das experiências multissensoriais mais ricas e define nossa saúde e bem estar, mas também a nossa relação com os outros. Algumas de nossas mais deliciosas e memoráveis experiências de comida frequentemente estão ligadas e comer sem talheres”, Fabian explicou ao Dezeen, que publicou o projeto.

 

 

 

Para colocar o design em prova, um experimento foi realizado com o laboratório de pesquisa cruzada da Universidade de Oxford. Nele, descobriu-se que o valor percebido dos alimentos aumentou 40% quando Goûte foi usada.

Disponível nos acabamentos vidro e madeira, esta última indicada para manusear o mel, uma Goûte custa a partir de 19 libras (aproximadamente 23 dólares).

 

 

 

Fonte: Revista Casa Claudia